domingo, 25 de janeiro de 2009

Um pouco mais de Monte Santo


A Igreja da Santa Cruz, no alto da Serra do mesmo nome, em Monte Santo, Bahia.

No dia em que cheguei em Monte Santo, estava realmente com grande expectativa a respeito do que seria este reencontro. Fui recebido com chuva, coisa que não acontecia há vários dias - na verdade, em Feira de Santana, choveu um pouco, também.
A cidade, por motivos já relatados em post anterior, sempre foi importante para mim.
A subida da Serra da Santa Cruz, pela dificuldade e por sua simbologia, ornada por milhares de passos de milhares de pessoas em centenas de anos, assume uma dimensão mística, comparável a percorrer a Via Sacra em Jerusalém, a Muralha da China ou ir à Meca.
Realmente, não é nada fácil percorrer os 3 mil metros entre o pé e o alto do morro. Todo o caminho foi esculpido no veio da montanha, composto por uma pedra calcárea, o que faz pensar sobre a dificuldade dos que trabalharam na obra de construção da Via Sacra.
Antonio Conselheiro, à época de suas pregações e peregrinações antes da Guerra de Canudos, reuniu seu séquito e fez uma reforma no caminho, erguendo uma mureta que orna a primeira parte da subida - extremamente íngreme. Seu trabalho não foi concluído, devido aos primeiros ataques do exército contra o Belo Monte.
A Via Sacra da Serra da Santa Cruz abrigava duas imagens, do Senhor Bom Jesus dos Passos e de Nossa Senhora da Conceição. As imagens vieram junto com o frei capuchinho Antonio de Toddi, que ergueu o caminho em 1775, e provavelmente tinham mais de 300 anos. Possuíam cabelos naturais e olhos em vidro, e foram esculpidas em tamanho natural. Eram duas obras raras, pertencentes ao patrimônio histórico nacional. Em 2003, as imagens sofreram um ataque de vândalos e foram queimadas. Provavelmente, trata-se de um caso de intolerância religiosa, mais uma triste página de nossa história de esquecimentos.
É irônico pensar que a casa onde a Guerra de Canudos começou tenha sido derrubada, em Uauá, que a cidade velha de Canudos tenha sido inundada pelo açude de Cocorobó e que as imagens do Monte Santo tenham sido queimadas por vândalos.
No post que segue, estão algumas imagens da cidade que não foram postadas anteriormente.



Cheguei em Monte Santo e fui recebido pela chuva


Um pequeno detalhe da subida da Serra da Santa Cruz


A cidade, vista do alto, de dentro de uma capelinha


A mesma capelinha


A subida é toda ornada pela paisagem da caatinga


Seu Manoel mora sozinho e recebe os visitantes: "Nunca deixei de vender água aqui"


Enquanto Antonio é o responsável por abrir a igreja, todos os dias, pela manhã

A recompensa pelo esforço é uma vista ampliada do sertão


O que restou das imagens de Monte Santo, após um ataque de intolerância religiosa que destruiu parte de nosso patrimônio histórico.

8 comentários:

  1. Qdo chorei em Monte Santo, caiu água do céu. Tava cheio de gente q todo mundo viu e falou: Tadinho!

    ResponderExcluir
  2. monte santo é realmente impressionante.

    e voltei sim, faz tempo já: dia 14.

    beijo!

    ResponderExcluir
  3. e minhas fotos, aos poucos, são colocadas aqui:
    http://www.flickr.com/photos/cassandramello/

    ResponderExcluir
  4. Maria José de Santana4 de agosto de 2009 18:56

    eu vim da bahia casei na igreja Santa Cruz,fiz a serimonia com o padre Berengue em 1966 e segui a viagem para são paulo em 1967 quero ir la dar um passeio pra ter a recordação da igreja Santa Cruz e recordar dos meus conterrâneos baianos.

    ResponderExcluir
  5. TERRA ABENÇOADA QUANDO CHEGUEI LAR SENTIR UMA PAZ TÃO GARNDE.

    ResponderExcluir
  6. regina e maria josé: só vi seus comentários hoje. podem ter certeza, monte santo é um lugar místico e mágico. obrigado por postarem aqui!

    ResponderExcluir
  7. Joa Carlos, deixe de ser ignorante... As imagens dos santos não são nunca bizarras, pelo contrario, são elaboradas com muito esmero e o mais alto senso estético. Você pelo jeito é uma criatura tosca que não entende nada sobre arte.

    ResponderExcluir

Eu aprecio os comentários aos meus posts. A identificação não é obrigatória, mas sempre agradeço àqueles que dizem ao menos seu nome. Não deixe de comentar o que achar interessante! Obrigado.

I really like comments to my posts. Identification is not required, but I will apreciate if you let me know who you are. Make your comments to all that you enjoy in this blog! Thank you.